PROMOÇÃO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Leitura de baralho cigano com duração de até uma hora por R$ 70,00.

Agendem sua consulta, atendemos pessoalmente, online e por telefone!!!


Minha Santa Sara, nos cubra com seu manto de amor, para que possamos amar sem exigir retorno; nos cubra com seu manto de luz, para que possamos levar a luz a todos que permanecem na escuridão; nos cubra com seu manto de sabedoria, para que possamos distinguir os amigos dos inimigos e assim podermos mostrar-lhes a sua salvação; nos cubra com seu manto da verdade, para que sejamos verdadeiros e honestos em todas as nossas atitudes; nos cubra com seu manto da cura, para que possamos nos libertar de todas as nossas enfermidades; nos cubra com seu manto de fé, para acreditarmos que podemos alcançar nossos propósitos dentro de nosso merecimento;.Santa Sara Kali, que sua benção e a sua luz brilhe em nossos caminhos. (Herrera)

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

*Os Poderes do Sal Grosso*

O sal grosso é considerado um potente purificador de ambientes. Povos diferentes usam o sal para combater o mau-olhado e deixar a casa a salvo de energias nefastas. O sal é um cristal e por isso emite ondas eletromagnéticas que podem ser medidas pelos radiestesistas. Ele tem o mesmo comprimento de onda da cor violeta, capaz de neutralizar os campos eletromagnéticos negativos. Visto do microscópio, o sal bruto revela que é um cristal, formado por pequenos quadrados ou cubos achatados. As energias densas costumam se concentrar nos cantos da casa. Por isso, colocar um copo de água com sal grosso ou sal de cozinha, equilibra essas forças e deixa a casa mais leve. Para uma sala média onde não circula muita gente, um copo de água com sal em dois cantos, é suficiente. Em dois ou três dias já se percebe a diferença. Quando formam-se bolhas, é hora de renovar a salmoura. A solução de água e sal também é capaz de puxar os íons positivos, isto é, as partículas de energia elétrica da atmosfera, reequilibrando a energia dos ambientes. Principalmente em locais fechados, escuros ou mesmo antes de uma tempestade, esses íons têm efeito intensificador e podem provocar tensão e irritação. A prática simples de purificação com água e sal, deve ser feita à menor sensação de que o ambiente está carregado, depois de brigas ou à noite no quarto, para que o sono não seja perturbado. Banho de sal grosso e o antigo escalda-pés (mergulhar os pés em salmoura bem quente), têm o poder de neutralizar a eletricidade do corpo. Para quem mora longe da praia, é um ótimo jeito de relaxar e renovar as energias. Já foi considerado o ouro branco (salmoura para conservar alimentos). Os povos foram desenvolvendo técnicas de usar o sal, como as abaixo descritas: :: Uma pitada de sal sobre os ombros, afasta a inveja. :: Para espantar o mau-olhado ou evitar visitas indesejáveis, caboclos e caipiras costumam colocar uma fileira de sal na soleira da porta ou um copo de salmoura do lado esquerdo da entrada. :: A mistura de sal com água ou álcool, absorve tudo de ruim que está no ar, ajuda a purificar e impede que a inveja, o mau-olhado e outros sentimentos inferiores, entrem na casa. :: Depois de uma festa, lavar todos os copos e pratos com sal grosso, para neutralizar a energia dos convidados, purificando a louça para o uso diário. :: Tomar banho de água salgada com bicarbonato de sódio, descarrega as energias ruins e é relaxante. O único cuidado é não molhar a cabeça, pois é aí que mora o nosso espírito e ele não deve ser neutralizado. Na tradição africana, quando alguém se muda, as primeiras coisas a entrar na casa são: um copo de água e outro com sal. Usam sal marinho seco, num pires branco atrás da porta para puxar a energia negativa de quem entra. Também tomam banho de água salgada com ervas, para renovar a energia interna e a vontade de viver. No Japão, o sal é considerado poderoso purificador. Os japoneses mais tradicionais, jogam sal todos os dias na soleira das portas e sempre que uma visita mal vinda vai embora. Representa o símbolo de lealdade na luta de sumô. Os campeões jogam sal no ringue, para que a luta transcorra com lealdade. Fonte: Revista Bons Fluídos * Mar/Abr/1999..